Dermatologia Clínica:

O que é?

A dermatologia é a especialidade médica que trata as doenças da pele, dos cabelos e das unhas. Na consulta dermatológica, além da inspeção e palpação o Dermatologista dispõe de uma série de recursos para o auxílio diagnóstico, dentre eles o mais comum e mais importante a Dermatoscopia. 

A Dermatoscopia é um exame realizado pelo médico dermatologista durante a prórpria consulta. O Dermatoscópio é um aparelho que amplia as imagens em 10 a 400xs permitindo observar estruturas não visíveis a olho nú e manter o registro destas imagens para o acompanhamento evolutivo das lesões.

Sua principal utilidade é aumentar as chances de diagnosticar o câncer de pele nas suas fases iniciais, quando as chances de cura são maiores. Mas ele também é imprescindível no diagnóstico e  acompanhamento de muitas doenças da pele, dos cabelos e das unhas. Como no caso das alopecias (doenças que cursam com perda de cabelos), onde o Dermatoscópio é utilizado para avaliar e registrar as imagens da raiz e da haste dos cabelos (Tricoscopia), colaborando tanto no diagnóstico como na avaliação da resposta aos tratamentos empregados.

ACNE

A acne é a mais comum doenças de pele. Ela  consiste na inflamação das glândulas sebáceas e dos folículos pílo-sebáceos, provocado o surgimento de cravos, espinhas, cistos, caroços e deixa, com frequência, machas e cicatrizes na pele se não for tratada adequadamente e em tempo. Após a criteriosa avaliação clínica, nutricional e laboratorial é iniciado o tratamento. 

Os tratamentos são variados e podem ser combinados, dependendo do grau das lesões. Dentre eles temos: 

ROSÁCEA

Doença inflamatória crônica da pele que cursa com vermelhidão e pequenos vasos principalmente nas áreas centrais da face. Caracteriza-se por uma pele sensível, que se irrita facilmente com ácidos e produtos dermatológicos com tendência ao aparecimento de inflamações que parecem acne. Cursa com episódios de vermelhidão  chamados “flushing facial” e “telangiectasias” (pequenos vasos dilatados). A causa ainda não esta bem estabelecida, mas já se conhece alguns fatores de piora como a exposição solar, consumo de bebidas alcoólicas, estresse, temperaturas extremas e consumo de comidas apimentadas. Dentre os tratamentos temos, os tratamentos tópicos e orais a nível domiciliar, o LED e a Luz Intensa Pulsada (LIP).

OLHEIRAS

A pigmentação escura ao redor dos olhos, também conhecida como “olheira”, é motivo constante de queixa nos consultórios dermatológicos. Pode estar relacionada a deposito de pigmento, a maior visualização de vasinhos da região ou afundamento anatômico da região. Normalmente há uma associação destes fatores. Dentre os principais tratamentos estão os cremes de uso diário, a luz pulsada, os peelings, o Skinbooster e o preenchimento de ácido hialurônico.

MELASMA

Melasma são aquelas manchas acastanhadas que aparecem na pele, mais comumente na pele da face, mas também podem surgir nos braços, pescoço e colo. Afeta mais as mulheres, mas também ocorre em homens. É influenciado por fatores hormonais, pela predisposição genética, mas o principal fator desencadeante do surgimento do melasma é a exposição a exposição à luz ultravioleta e, até mesmo, à luz visível. 

O ponto de partida para que o tratamento tenha efeito é o uso correto do filtro solar. A escolha do filtro e dos clareadores de uso diário, assim como a forma como são aplicados, influenciam tanto no tratamento quanto na prevenção do Melasma. Além da fotoproteção e dos produtos de uso diário, outros tratamentos podem ser associados como: o microagulhamento, os peelings, e os laseres.

 

MANCHAS (MELANOSES)

Pequenas áreas acastanhadas presentes em locais mais frequentemente expostos ao sol. Também chamadas de  “mancha senil”, as melanoses solares são  manchas acastanhadas benignas que surgem em áreas expostas cronicamente ao so, como o rosto, dorso das mãos e dos braços, colo e ombros. São mais frequentes em pessoas de pele clara. O tratamento pode ser feito com procedimentos como a cauterização química, a criocirurgia, os peelings químicos e o uso da luz intensa pulsada.

QUELÓIDES E CICATRIZES HIPERRÓFICAS

Queloide é um crescimento anormal de tecido cicatricial que se forma no local de um traumatismo, corte ou cirurgia de pele. Quelóides são cicatrizes anômalas e exageradas que ultrapassam os limites onde foi feito o corte ou a lesão na pele.. Cicatrizes hipertróficas são apenas cicatrizes aumentadas de tamanho, mas que não ultrapassam os limites da incisão.

Os tratamentos para prevenção e tratamento dos quelóides e cicatrizes hipertróficas icluem: tratamentos tópicos, betaterapia,  cirurgia,  criocirurgiaToxina Botulínica, a Infiltrações intralesionais de corticoide e o tratamento a laser.

HIPERIDROSE (SUOR EXCESSIVO)

A hiperidrose é uma condição que causa sudorese excessiva, mesmo quando a temperatura está baixa, em períodos de descanso ou em momentos em que o emocional é ativado (como raiva, verginha ou medo). Pode acometer as axilas, virilhas, mãos e pés. Casos mais leves podem ser tratados com tratamentos tópicos, como cremes e desodorantes ou iontoforese.

Casos moderados podem ser indicados o tratamento com Toxina Botulínica, que reduz de maneira duradoura a eliminação de suor. Esta técnica é indicada principalmente para mãos e axilas. Casos graves podem precisar de tratamento cirúrgico e são encaminhados para a avaliação de um cirurgião especializado.

XANTELASMA

O xantelasma é uma mancha amarelada  decorrente  depósito de gordura e colesterol que ocorre logo abaixo da superfície da pele, especialmente ao redor dos olhos,  frequentemente associada ao aumento do colesterol no sangue. Pode ser tratado com: shaving, eletrocauterização, cauterização química, laser de CO2 ou retirada cirúrgica.

SIRINGOMA

Os siringomas são pequenas lesões da cor da pele que surgem geralmente ao redor dos olhos, mas podem aparecer em outras áreas da face e pescoço. O Siringoma é um tumor benigno da glândula sudorípara écrina e que pode ser tratado com: shaving, eletrocauterização, cauterização quimica ou  Laser de CO2.

DERMATITE ATÓPICA

É um dos tipos mais comuns de alergia cutânea. É uma doença  inflamatória  de caráter crônico, com períodos de exacerbação e melhora, comumente associada a asma, rinite alérgica ou urticária. O paciente atópico caracteriza-se principalmente por uma pele seca, que coça e que responde de maneira mais “exagerada” ao contato com produtos químicos em geral, ácaros, poeira, etc. Seu surgimento é mais comum nas dobras dos braços e da parte de trás dos joelhos.Pessoas atópicas são ainda mais susceptíveis a infecções bacterianas, virais e fúngicas pela diminuição de sua imunidade (defesa do organismo)..

Existem diversos tipos de tratamentos hoje no mercado para o tratamento da dermatite atópica. Não há cura para a doença, infelizmente, mas o principal foco do tratamento é melhorar a qualidade de vida do paciente. É importante evitar o uso de substâncias agressivas, banhos rápidos e mornos, com uso de pouco sabonete, muito hidratante e uma alimentação saudável. Durante as crises, existem pomadas e loções, fototerapia, LED, medicações injetáveis e orais para diminuir as lesões.

DERMATITE SEBORREICA (CASPA)

Doença inflamatória e crônica que causa  descamação e vermelhidão em algumas áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, couro cabeludo e orelhas. É uma doença de caráter crônico, com períodos de melhora e piora dos sintomas.  Os tratamentos disponíveis no mercado atualmente incluem medicamentos orais ou tópicos para a pele e couro cabeludo, xampus adequados, bem como cremes e loções neutras ou manipuladas.

DERMATITE DE CONTATO

É uma alergia a algum componente que está em contato com a pele. Normalmente surgem em mãos, pálpebras, área de brincos, mas podem estar presentes em qualquer área da pele.

É  uma reação inflamatória na pele decorrente da exposição a um agente capaz de causar irritação ou alergia. Cursam com lesões de eczema, que são manchas ressecadas, avermelhadas e acompanhadas de coceira. As lesões da pele acometem o local do contato da substância causadora  com a pele, podendo se estender à distância.   Alguns produtos causam reações somente após exposição solar concomitante, como o sumo de frutas cítricas e perfumes. 

O tratamento depende muito da extensão e da gravidade do quadro, e as medidas poderão ser apenas locais ou incluir a utilização de medicações via oral ou injetável.   

CERATOSES ACTINICAS (QUERATOSES ACTÍNICAS)

Lesões  pré-malignas da pele com potencial de transformação para um tipo de câncer de pele (carcinoma de células escamosas ou carcinoma espinocelular) relacionadas à exposição solar. Apresentam-se como manchas avermelhadas e descamativas em áreas fotoexpostas:  face, couro cabeludo, colo e membros. 

Todos os casos de ceratose actínica devem ser tratados. Há medicamentos tópicos que  podem ser utilizados, associados ou não a outros  procedimentos como: Peelings químicos, Laser, Crioterapia, Curetagem, Eletrocauterização, Cauterização química e Terapia Fotodinâmica.

CERATOSES SEBORREICAS (QUERATOSES SEBORREICAS)

Lesões benignas normalmente de formato arredondado ou irregular, de coloração acastanhada, amarronzada ou negra e textura verrucosa.O tratamentos é feito com procediemntos isolados ou associados: shaving, eletrocauetrização, cauterização química, criocauterização e laser.

CÂNCER DE PELE

O Câncer de pele é uma doença que se caracteriza pelo crescimento anormal e desordenado das células cutâneas, causando o que conhecemos como tumor. É o tipo de câncer mais comum.Existem diversos tipos de câncer de pele, entre eles o Melanoma (tumor maligno e agressivo) e Carcinoma Basocelular (que é o mais frequente e menos agressivo dos cânceres de pele).

Se detectado em sua fase inicial, existe grande probabilidade do câncer de pele ser curado. Para isso, além da avaliação clínica utilizamos o recurso da Dermatoscopia. Em alguns casos, caso ainda haja dúvida, pode ser solicitada uma biópisa para comprovação diagnóstica.O material é enviado para análise de um médico patologista, que irá estudar o material e fornecer um laudo anátomo-patológico.

O Tratamento mais comumente utilizado é a retirada cirúrgica do tumor, mas alguns tipos de cânceres de pele, quando diagnosticados precocemente, podem ser tratados de formas mais conservadoras, como com curetagem, eletrocirurgia, criocirurgia , tratamento tópico com imiquimod, etc. De acordo com o tipo histológico, local do acometimento e a profundidade da lesão é que será decidido qual o melhor tratamento para cada caso.

NEVOS (SINAIS)

Os nevos, também conhecidos como sinais ou “pintas”, são pequenas manchas marrons regulares na pele, salientes ou não, que podem estar presentes na pele desde o nascimento ou surgirem nas primeiras décadas de vida. Devem sempre ser avaliados regularmente pois podem se confundir com cânceres de pele e em alguns casos, preceder um câncer de pele. A avaliação Dermatologica e a Dermatoscopia devem ser realizadas anualmente com inutuito preventivo.

MICOSES

As micoses são doenças causadas por diferentes tipos de fungos  na pele, cabelos ou unhas. Dentre as mais comuns pode-se destacar:

Pitiriase versicolor: Pitiríase versicolor: comumente chamada de “pano branco”, é causada por fungos normalmente encontrados em nossa pele, principalmente a Malassezia furfur. Aparecem  como manchas de colorações acastanhadas ou esbranquiçadas, com leve descamação, geralmente no dorso, colo, braços e ombros. O tratamento pode ser apenas com cremes ou loções tópicas ou necessitar de comprimidos orais.causada pelo fungo

Tinea: causada pelos fungos dermatófitos, pode acometer todas as regiões da pele, como a região inguinal (virillha), os pés e couro cabeludo. Tratamentos tópicos e orais podem ser necessários. 

Cândida: a infecção cutânea pela cândida acontece principalmente em pacientes com baixa imunidade, diabetes ou expostas a umidade e calor. Tem preferência por áreas quentes do corpo como a região inguinal, axilas e entre os dedos.

Onicomicose: infecção das unhas   por fungos. Pode se apresentar através de descolamento da unha, espessamento das unhas e alteração da coloração. Os tratamentos disponíveis são esmaltes, loções, comprimidos orais  e com laser.

PSORÍASE

Doença inflamatória da pele que cursa com surgimento de placas avermelhadas e descamativas em diversas regiões, até mesmo no couro cabeludo. Tem origem genética e não é transmissível.

Cada tipo e gravidade de psoríase podem responder melhor a um tipo diferente de tratamento (ou a uma combinação de terapias). O que funciona bem para uma pessoa não necessariamente funcionará para outra, dessa forma, o tratamento da psoríase é individualizado.

Hoje, com as diversas opções terapêuticas disponíveis, já é possível viver com uma pele sem ou quase sem lesões, independentemente da gravidade da psoríase.O tratamento é essencial para manter uma qualidade de vida satisfatória. Os tratamentos incluem: hidratar a pele, medicamentos tópicos, exposição à luz ultravioleta A (PUVA) ou ultravioleta B (banda estreita) até traamentos com  medicação por  via oral ou injetável.

DOENÇAS DAS UNHAS

Unhas quebradiças, com alteração na cor, espessura ou formato podem estar associadas a doenças sistêmicas, deficiências nutricionais, doenças inflamatórias da pele (psoríase , a dermatite atópica e o líquen plano), infecções por fungos ou leveduras. Após a avaliação clínica e dermatoscópica podem ser necessários exames complementares como: exames laboratoriais, exame Micologico ou Biopsia antes para a escolha do tratamento específico.

QUEDA DE CABELO (ALOPECIAS)

Existem muitas causas de Alopecia (nome científico da queda de cabelo) e o sucesso dos tratamentos vai depender do diagnóstico correto.  As causas podem incluir fatores genéticos, hormonais, medicamentos, deficiências nutricionais e doenças crônicas. Por isso,  após entrevista minuiciosa e  exame físico cuidadoso incluindo a (tricoscopia)  podem ser solicitados  exames laboratoriais e tricograma. Uma vez feito o diagnóstico, é indicado o tratamento adequado para cada caso, que pode incluir o uso de vitaminas ou medicamentos por via oral e tratamentos tópicos.

Os tratamentos em consultório incluem os LEDs (laser de baixa intensidade de diodo) e o Drug Delivery, intradermoterapia capilar, do microagulhamento, da Microinfusão de Medicamento na Pele (MMP) ou dos Laseres. Quanto mais precoce o tratamento, melhores os resultados. 

 

Onde Consultar:

Clínica Casagrande

icone endereço
Trompowsky Medical Center, Av. Trompowsky, 6º - Centro, Florianópolis - SC
icone telefone
+55-48 -32250255

Clínica Face

icone endereço
Av. Rio Branco, 404 • Edifício Planel Towers
Torre I • Sala 302 • Centro • Florianópolis/SC
icone telefone
(48) 3224-2214

Contato

Top

Preencha todos os campos obrigatórios.

No momento não conseguimos enviar seu e-mail, você pode mandar mensagem diretamente para contato@draandreabelli.com.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Contato enviado com sucesso, em breve retornamos.

Você será redirecionado em alguns segundos!